27 setembro 2012

A VERDADEIRA HISTÓRIA DE COSME E DAMIÃO

 


Como todos sabem, a tradição religiosa e popular de nosso país dedica o dia 27 de Setembro para venerar a Cosme e Damião (mártires cristãos do século III) através da distribuição de doces.
Os adeptos dos cultos afro-brasileiros também aproveitam esta data para cumprir sua "obrigações" com ibeji, entidade "protetora" dos gêmeos que, no sincretismo religioso, se associa a Cosme e Damião. O que passa despercebido da maioria da população é que, através da idolatria, estão, na realidade, cultuando a demônios que lançam sementes das trevas e de morte na vida de milhões de pessoas, e principalmente na vida das crianças, que são as que mais se envolvem através do consumo de doces oferecidos às entidades demoníacas.

Aproveite este espaço e conheça a verdadeira história desses mártires cristãos:

Seguidores de Jesus Cristo, nasceram na Arábia, no terceiro século depois de Cristo, eram gêmeos e seus pais eram cristãos. Estudaram na Síria, e se tornaram médicos. Eram "Anargiros" (inimigos do dinheiro), e não cobravam nada pelo trabalho que exerciam. Como trabalhavam de graça, começaram a ser muito conhecidos, atraindo muita gente para ouvir a mensagem que pregavam sobre o Salvador Jesus Cristo. Naquele mesmo tempo, Diocleciano era o Imperador Romano, homem perverso que nutria forte ódio por cristãos. Ele mandou para a cidade de Egéia, onde estavam Cosme e Damião, um representante de nome Lísias. Sob o comando deste homem, começaram a torturar Cosme e Damião, até por fim degolá-los. Desse modo foram mortos no ano 283 depois de Cristo, não porque trabalhavam de graça como médicos, mas porque eram cristãos e por sua fama tornaram-se alvo do imperador Diocleciano. Lísias mandou que eles adorassem ou se ajoelhassem diante de algumas imagens. Porém, como seguidores de Jesus, nunca poderiam fazer isso. A Bíblia diz: "Não farás para ti imagens de esculturas, nem figura alguma do que há em cima no céu, nem embaixo na terra, nem nas águas de debaixo da terra. Não te encurvarás diante delas, nem as servirás, porque Eu sou o Senhor, o teu Deus, sou Deus zeloso." (Êxodo 20.4,5) Foi então, por obedecerem às ordens de Deus e não se encurvarem ou rezarem às imagens, que eles morreram. Que ironia diabólica, fazer imagens de Cosme e Damião para se curvar diante delas e pedir bênçãos e proteção.

Jesus disse "Eu sou o Caminho e a Verdade e a Vida. Ninguém vem ao Pai, senão por mim." (João 14.6) Portanto sabemos que não adianta pedir nada a Cosme e Damião, a São João, São Paulo, Santa Maria ou outro "santo" qualquer. Buscamos somente a Jesus, o Filho de Deus! Foi Ele quem morreu por nós numa cruz, ressuscitou ao terceiro dia e hoje roga a Deus por nós (I Timóteo 2.5; I João 2:1). Pegar doces nesse dia torna-se um laço porque a maioria das pessoas que fazem essa distribuição estão presas à promessas feitas à estas imagens e esses doces são oferecidos aos "santos" em algum terreiro de candomblé ou centro espírita como pagamento dessas promessas. Esses que parecem ser "santos" nos terreiros ou centros, são na realidade demônios (ajudantes do diabo que estão enganando tais pessoas) I Corintios 10.19,21).

Fonte: Enciclopédia Universal Ilustrada Europeo-Americana -Volume 15, páginas 1140-1142.

Seguidores

DEVOCIONAL DIARIO:

Hora:

Loading...